Segunda, 06 Março 2017 16:31

Mais vocações exige mais espaço

As Carmelitas em Tambacan têm uma ótima razão para se alegrarem, pois o seu convento, dedicado ao Imaculado Coração de Maria, tem sido abençoado com novas vocações. Das 33 religiosas ali presentes, 21 são jovens irmãs ainda em formação. E outras três jovens aguardam vaga para entrarem no convento. Por um lado, é um grande presente e graça, por outro, um desafio, pois o convento tem se tornado pequeno para tanta gente. Elas enfrentam agora um dilema: de acordo com a Regra da Ordem Carmelita, cada irmã deve ter sua própria cela. Todavia, estabelecer um novo convento, em um outro lugar, com apenas algumas das irmãs, não seria a melhor opção, além de muito caro para elas. Ao mesmo tempo, mandar embora potenciais vocações seria a pior coisa a se fazer.

Publicado em Projetos
Quinta, 05 Janeiro 2017 16:00

O ano de 2016 para a Igreja no Paquistão

O ano de 2016 foi um ano difícil para os cristãos paquistaneses, no qual eles sofreram um dos piores ataques jihadistas no último domingo de Páscoa. Um homem-bomba, terrorista islâmico, atacou o no centro Gulsan Iqbal Park em Lahore, deixaido 78 mortos e mais de 300 feridos. Ao mesmo tempo, tem sido um ano de esperança. O Ano da Misericórdia proclamado pelo Papa Francisco foi vivido com grande intensidade pelos católicos do Paquistão.

Publicado em Notícias

Nesses três anos após a passagem devastadora do ciclone Yolanda nas Filipinas, a Fundação Pontifícia ACN (Ajuda à Igreja que Sofre) muito tem ajudado na recomposição das dioceses afetadas. Os auxílios financeiros foram usados tanto para assistência de emergência como também para reconstrução de templos e outros prédios das dioceses. Na ilha de Leyte, somente na Arquidiocese de Palo 10 igrejas, parcial ou inteiramente destruídas, tiveram que ser reconstruídas. De acordo com a arquidiocese, 72 das 76 igrejas sofreram algum tipo de dano pelo ciclone.

Publicado em Projetos

Faz quase 10 anos que as irmãs da Santa Cruz começaram o seu apostolado no Nepal. Elas ajudam, sobretudo, na educação para crianças de famílias pobres, e acolhem com hospedagem àquelas que moram nas aldeias mais distantes, possibilitando que frequentem a escola apesar da distância de casa. Muitas destas crianças enfrentam uma viagem de 3 horas até sua casa nos feriados escolares. Se elas não tivessem a oportunidade de morar com as irmãs, dificilmente conseguiriam terminar os estudos.

Publicado em Projetos
Quarta, 14 Setembro 2016 15:09

Ajuda à casa para idosos no Sri Lanka

A diocese de Badulla se encontra em uma das regiões mais pobres e negligenciadas da ilha de Sri Lanka. Assim a Igreja aqui é igualmente muito pobre, mesmo 45 anos depois da sua fundação, a diocese ainda é quase inteiramente dependente de ajuda externa para se manter.

Publicado em Projetos
Terça, 13 Setembro 2016 16:54

Papa Francisco visitará o Azerbaijão

Quatorze anos depois da visita de João Paulo II, o Azerbaijão está mais uma vez se preparando para uma visita pontifícia. Além de ir ao encontro da pequena comunidade católica, o Papa também investe sua influência pela paz nessa região de grande sofrimento.

Publicado em Notícias
Quinta, 01 Setembro 2016 15:56

Calcutá: Um encontro que marcou a história

Foi em 1959 quando o padre Werenfried visitou a "Casa para os Morimbundos Abandonados" em Calcutá, Índia. Lá conheceu Madre Teresa e todo o trabalho que ela fazia junto aos mais pobres entre os pobres. Este encontro, esta visita, marcou profundamente a vida do sacerdote holandês. Werenfried não demorou para contar para o mundo o que viu naquele lugar. O texto abaixo pode parecer longo, mas o encorajamos a ler até seu fim.

Publicado em Deus quer falar

A Arquidiocese de Zamboanga tem cerca de 620.000 católicos e já contou com um programa de formação para agentes de pastoral leigos nas 27 paróquias da diocese, cuja tarefa era a preparação de jovens casais para o sacramento do matrimônio e aconselhamento de casais e famílias.

Publicado em Projetos

Padre Sebastiano D'Ambra parece cansado ao responder o telefonema da Ajuda à Igreja que Sofre (ACN). São três da tarde nas Filipinas. "Eu estava apenas atualizando a página do Silsilah", ele explica, enquanto desliga o computador. O missionário siciliano vive há quase 40 anos neste país do sudeste da Ásia trabalhando para o diálogo e paz entre cristãos e muçulmanos. Mais da metade da sua vida.

Publicado em Notícias