ACN

ACN

URL do site: http://acn.org.br
Quinta, 20 Abril 2017 17:43

Ataque ao seminário

A onda de violência que tem agredido a República Democrática do Congo continua a também afetar à Igreja. Todavia, há ainda esperança por paz. Representantes do seminário de Malole, que sofreu um ataque recentemente, pedem orações pela paz no país para que assim possam retornar as atividades do seminário. A ACN – Ajuda à Igreja que Sofre - planeja auxiliar na reforma, assim que a paz seja uma realidade.

Cardeal Piacenza, presidente da ACN – Ajuda à Igreja que Sofre internacional, se solidariza com os cristãos da Planície de Nínive que finalmente puderam nesse ano celebrar a Páscoa. Uma carta (abaixo), enviada por ele à todos os bispos da região, foi lida nas missas do Domingo da Ressurreição (16/04/2017)

14 membros da ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre, incluindo diretores e membros do departamento de comunicação de diversos escritórios nacionais, viajaram em março para os estados de Borno, Jos e Kaduna, no norte da Nigéria em busca de informações sobre a situação dos cristãos na região e também em solidariedade a eles, em razão das tensões e violência dessa parte do país de maioria muçulmana.

Terça, 04 Abril 2017 12:53

Cardeal Moroslav: um farol de fé

A fundação pontifícia ACN – Ajuda à Igreja que Sofre – lamentou a perda do Cardeal Miroslav Vlk, que faleceu no último 18 de março, aos 84 anos. "O Cardeal Vlk foi um farol de fé em um país que sofreu muito com o comunismo, um país no qual hoje, os laços que ligam as pessoas à fé são os mais fracos de toda a Europa", declarou o Padre Martin Barta, Assistente Eclesiástico Internacional da ACN.

Segunda, 03 Abril 2017 06:23

Da falta à fonte de água

Uma comunidade contemplativa de irmãs na República Democrática do Congo (RDC) que reza pelos cristãos perseguidos terão seu futuro assegurado por um novo poço - depois de uma falta crônica de água que ameaçava a sua sobrevivência.

Terça, 28 Março 2017 13:57

Vocações: uma benção desafiadora

Quando o Papa João Paulo II visitou a Ucrânia em 2001, ele beatificou 25 mártires da Igreja Católica Grega Ucraniana que deram suas vidas por firmarem a fé em Cristo e fidelidade à Igreja frente ao regime comunista. Entre os novos beatos, estavam alguns membros da Ordem Católica Grega de São Basílio que morreram nas prisões soviéticas e campos de concentração, incluindo um bispo da ordem. Nessa ocasião, o Santo Padre disse em sua homilia: “Eu gostaria de assinalar de modo especial o brilhante exemplo dessas heroicas testemunhas do Evangelho. Sejam como eles, fiéis a Cristo até a morte. Se Deus abençoa sua terra com numerosas vocações, se os seminários estão cheios – e isto é fonte de esperança para a vossa Igreja –, se trata certamente de um dos frutos do sacrifício deles.”

Quarta, 22 Março 2017 16:31

Um ano pós terremoto no Equador

Faz um ano que o Equador viu que “seu mundo ruía”. Segundo fontes oficiais¹, foram 661 mortos e milhares de pessoas que perderam suas casas e trabalhos. Muitos deles ainda vivem na rua, em cabanas de bambu ou containers pré-fabricados nos quais, teoricamente, ficariam por algumas semanas. “Cerca de 1500 a 2000 pessoas sofrem nessas circunstâncias”, diz Pe. Walter Coronel - que supervisiona os projetos de reconstrução na Arquidiocese de Portoviejo - durante visita a sede internacional da ACN – Ajuda à Igreja que Sofre. “Muitas delas vivem em áreas rurais pobres, onde as condições já eram difíceis mesmo antes do terremoto e, agora, estão ainda piores. É impossível que sigam adiante sem ajuda”.

A Venezuela está atravessando uma profunda crise e, como consequência da inflação galopante, os alimentos básicos se converteram em artigos de luxo. Em muitas áreas o abastecimento de água potável é insuficiente e o sistema médico de saúde está sobrecarregado. A violência e a insegurança aumentaram e a taxa de assassinatos cresce.

Os Bispos da República Democrática do Congo emitiram um aviso de emergência de que a crescente violência e a instabilidade política estão ameaçando a nação com “dissolução e caos”. Os bispos manifestam sua dor por “milhares” de pessoas que perderam suas vidas nos últimos meses, incluindo muitos menores alistados nas diferentes milícias. Além disso, expressaram sua preocupação de que a crise cause fome no país ou uma ruptura da nação.

Quinta, 16 Março 2017 14:56

Uma "revolução do coração"

Queridos amigos, o ano de 2017 é marcado por dois grandes aniversários, mas que são completamente opostos: 100 anos se passaram desde que a Mãe de Deus apareceu em Fátima em 1917 e que a Revolução Comunista Russa estourou na Rússia. Esses eventos importantes na história mundial também formaram o contexto no qual a ACN – Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre – foi fundada em 1947.

Página 1 de 7