Nos últimos dias, mais de um milhão de crianças em mais de 2.000 escolas em toda a Síria participaram de apelo pela paz, fizeram desenhos e cartas aos responsáveis pelas tomadas de decisões na União Europeia e na ONU. Os embaixadores das crianças, o Patriarca Gregório III, líder da Igreja Greco-Melquita, como também o Metropolita George Abou Zakhen, de Homs, que representa o Patriarcado de Antioquia e todo o Ocidente da Igreja Greco-Ortodoxa, e o Bispo Selvanos Boutros Al Nemeh de Homs do Patriarcado Sírio-Ortodoxo, viajam juntos à Bruxelas e Genebra, do dia 10 a 13 de outubro, para apresentar as cartas e desenhos das crianças aos mais altos representantes da União Europeia e das Nações Unidas. Entre eles, o presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker, e o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz. Em Genebra, eles levarão as mensagens das crianças ao Alto Comissário para Refugiados, Dr. Filippo Grandi, e ao Alto Conselheiro de Direitos Humanos, Príncipe Al-Huzain.

Quinta, 06 Outubro 2016 16:03

Paz para as crianças da Síria

Escrito por

Nesses dias, crianças de mais de 2.000 escolas sírias estão escrevendo mensagens e fazendo desenhos para aqueles que são os responsáveis pelas decisões na União Europeia e na ONU, sob o lema “Paz para as crianças da Síria”. Já são mais de um milhão de crianças participantes. Todo esse esforço pela paz faz parte de uma campanha conjunta dos cristãos católicos e ortodoxos da Síria, cujo convite doi extendido a todas as outras comunidades de diferentes religiões.

Sexta, 30 Setembro 2016 14:47

Mistério de fé numa terra dilacerada

Escrito por

Uma delegação da Fundação Pontifícia ACN (Ajuda à Igreja que Sofre) viajou à República Democrática do Congo em agosto com o objetivo de levantar as necessidades mais urgentes de Kivu, no leste do país, uma das regiões prioritárias para a ACN.

Terça, 27 Setembro 2016 15:20

Síria: "Nós nunca estamos seguros"

Escrito por

Padre Andrzej Halemba, chefe do departamento dos projetos no Oriente Médio da Fundação Pontifícia ACN (Ajuda à Igreja que Sofre), acaba de voltar da Síria. Numa entrevista à ACN, ele fala sobre a atual situação do país, ainda em guerra.

Segunda, 26 Setembro 2016 18:03

19 anos de ACN Brasil

Escrito por

"Uma escola de amor", é assim que o Pe. Werenfried descrevia a Ajuda à Igreja que Sofre (ACN). Foi acreditando nas profundas lições de fé, esperança e caridade dessa escola que o sacerdote, em 1997, decidiu expandir a ACN até nossa pátria, para que os brasileiros também pudessem realizar grandes coisas junto com a Fundação.